All posts in Dermatologia

Caspa: veja como tratar

Caspa: veja como tratar

Você já deve ter tido vontade de vestir aquela roupa preta que tanto gosta, ou sentido vergonha diante de desconhecidos quando sua roupa ou seu cabelo parecia ter sofrido um banho de pequenos grumos brancos.

Quem sofre com problemas de caspa vive atrás de uma solução definitiva. No entanto, ainda não se conhece um tratamento que possa erradicar essa situação. Porém se tem várias atitudes que podem fazer a pessoa conviver melhor com caspa.

A Caspa ou Dermatite Seborreica nada mais é que uma descamação exagerada do couro cabeludo e que pode variar de leve, moderada ou grave. Gerada por fatores genéticos que alteram a oleosidade da pele, pode ser agravada mediante algumas situações:

– Stress

– Variações de temperatura (Frio e quente)

– Má higiene do couro cabeludo

– Alimentação gordurosa

– Alimentação rica em carboidratos refinados: Arroz, Macarrão

– Tinturas e alisamentos no cabelo

A caspa não é transmitida de pessoa pra pessoa como alguns ainda pensam e lavar o cabelo diariamente deve ser um cuidado, tendo em vista que o seu cabelo sofra com muita oleosidade. Alguns outros cuidados também podem ser feitos:

– Evitar ficar com cabelo úmido por muito tempo

– Tomar banho com água fria

– Usar shampoo específico para caspa por pelo menos 3 vezes por semana

– Buscar um shampoo que contenha: Sulfeto de selênio, Ciclopirox Olamina ou cetoconazol.

– Redução da ingesta dos alimentos citados anteriormente.

Caso estas medidas não estejam reduzindo a irritação, coceira e a descamação em excesso você deverá procurar o dermatologista para poder avaliar melhor seu caso e realizar algumas investigações para tratamento diferenciado.

More

Acnes ou espinhas: conheça e desfaça alguns mitos

Acnes ou espinhas: conheça e desfaça alguns mitos
A Acne ou espinha, como é mais conhecida, é uma condição em que a pele apresenta obstrução nos folículos pilosos devido ao acúmulo de sebo e células mortas. Com a presença de bactérias esse processo se inflama e gera aqueles sintomas que todos conhecemos, principalmente na face dos adolescentes.
 
Essa condição estética gerada pelas espinhas tem levado muitas pessoas à quadros de auto exclusão do convívio social, quadros depressivos e até a casos de suicídio em muitos lugares do mundo, principalmente decorrente da hipervalorização da beleza física pelas empresas de cosméticos.
 
Dentre os diversos tipos de acne a mais comum é a vulgar. Muito frequente no início da adolescência, esta decorre da grande descarga hormonal, principalmente a testosterona que tem grande influência na produção de sebo pelas glândulas sebáceas da pele.
 
Os folículos pilosos estão ligados a glândulas sebáceas, que secretam uma substância oleosa, conhecida como sebo, para lubrificar o seu cabelo e pele. Quando o corpo produz uma quantidade excessiva de sebo e células mortas da pele, os dois podem se acumular nos folículos pilosos, criando um ambiente onde as bactérias podem prosperar”, afirma a dermatologista Natalia Cimrot.
 
Ainda de acordo com a dermatologista, esse cenário pode fazer com que o folículo se torne inchado e inflamado, acumulando pus, formando a espinha. Também pode acontecer de o folículo se abrir e escurecer, gerando um cravo, ou comedão.
 
Pensando nesta condição sabemos que existe uma série de fatores que fazem surgir ou agravam o problema da Acne:
  • Hormônios: Alterações hormonais relacionadas com a gravidez e o uso de contraceptivos orais, tendo em vista que estes afetam a testosterona.
  • Medicamentos: corticoides, andrógenos ou a base de lítio
  • Alimentos: ingestão excessiva de produtos lácteos e alimentos ricos em carboidratos – como pães, biscoitos e batatas fritas.
  • Adolescencia
  • Dois a sete dias antes do período menstrual
  • Mulheres grávidas
  • Estresse
  • Espremer as espinhas: gera abertura e agrava a condição infecciosa
  • Suor excessivo
  • Cabelo em contato excessivo com a pele, deixando-a mais oleosa
  • Trabalhando com óleos e produtos químicos regularmente
  • Uso de anabolizantes.
Como o senso comum sempre influi no entendimento destas condições, se criou vários mitos que a sociedade costuma divulgar. Veja os principais:
  • Alimentos gordurosos e chocolate pouco influência sobre o desenvolvimento ou curso da acne. Isso não significa que agora você saia comendo chocolate incontrolavelmente.
  • Acne não é causada pela sujeira. Na verdade, o ato de esfregar a pele com muita força ou a limpeza com sabonetes abrasivos e produtos químicos irrita a pele e pode piorar a acne. Fazer uma simples limpeza para remoção do excesso de óleo e células mortas já é suficiente.
O tratamento da acne está centrado na redução em produção de óleo na pele, acelerar a renovação celular, combater à infecção bacteriana e reduzir a inflamação. Às vezes alguns tratamentos, de início geram uma piora momentânea na mesma.
Você poderá precisar fazer uso de medicamentos como antibióticos, cremes, procedimentos cosméticos como peeling químico e outros mais. Caso as espinhas esteja sendo algo muito incômodo em sua vida busque um dermatologista e realize o melhor tratamento, de acordo com seu tipo de acne, seus níveis hormonais e padrões culturais de alimentação.
Muitos cuidados já podem serem tomados visando minimizar o problema sem que haja um tratamento medicamentoso, com acompanhamento do especialista e que, com certeza será mais custoso para o seu bolso. Veja em nossa postagem o que você já pode ir fazendo

More