All posts in Sem classificação

Câimbras: veja como evitar!

Câimbras: veja como evitar!

Quem nunca sentiu uma câimbra? o que você faz quando acontece essa situação de dor súbita e insidiosa no seu dia a dia? pode ser algo grave? o que fazer para evitar ou diminuir as câimbras?

A câimbra é um espasmo ou contração muscular súbita e dolorosa que pode ter duração de segundos à minutos. Nossos grupos musculares esqueléticos, que controlamos com nossa vontade, em algumas situações (stress, fadiga, diminuição de nutrientes e minerais) podem gerar contrações involuntárias, as quais chamamos de espasmos. No entanto, quando estes espasmos acontecem de forma mais acentuada, gera uma grande contração e dor, chamada de câimbras.

Os locais mais comuns onde elas acontecem são: Panturrilhas (batata da perna), partes posteriores e anteriores das coxas, pescoço e abdômen.

Muitas são as pessoas que procuram os serviços de saúde com quadros de câimbras frequentes, 2 ou até 3 vezes por semana, e voltam sem respostas sobre seu quadro. Como não é algo aparentemente grave, salve exceção o caso de espasmo tetânicos, os profissionais da área da saúde acabam, muitas vezes fazendo nada.

Porém, as câimbras podem e devem orientar para possíveis problemas que podem estar ainda por se apresentarem mais graves na pessoa que está sentindo estes sintomas com grande frequência.

Veja alguns casos em que as câimbras podem surgir:

Exercícios físicos excessivos: grandes perdas de líquido e acúmulo de ácido láctico da respiração anaeróbica muscular.

Longos períodos de inatividade: longos períodos sentados ou em pé.

Desidratação: redução da circulação muscular também somada ao sedentarismo de muitos idosos, comum após os 50 anos.

Uso de alguns medicamentos: Diuréticos, Nifedipina, Salbutamol e outros que baixam colesterol.

Alterações metabólicas: Hipoglicemia, Hipotireoidismo e alcoolismo.

Anemia e deficiências do complexo B:

Alterações estruturais: pé chato, gera uma hiperextensão da panturrilha e frequentes espasmos.

Os casos mais comuns são as câimbras por exercícios físicos exagerados os quadros noturnas em pessoas com mais de 50 anos, associam diversos fatores, aqueles antes falados, ao sedentarismo. No entanto, também existem os fatores familiares de causas ainda desconhecidas.

Há relatos, e um consenso comum, de que alimentos como a banana reduz os quadros de câimbras. Isso se deve ao fato de que esta fruta é muito rica em carboidrato (energia imediata), água e potássio. Porém, essa contribuição da banana contra a câimbra decorre mais da energia e da água, proporcionando limpeza do ácido láctico muscular, e portanto só funciona bem em casos de câimbras por exercícios, não sendo muito útil nos outros casos.

Quando o quadro de câimbra se instala a melhor atitude é fazer um movimento contrário ao da contração até que a dor e o espasmo desapareça. Em seguida pode ser feito uma massagem leve e compressa quente no sentido de melhorar a circulação.

Agora, se você quer diminuir ou evitar os quadros de câimbras, há algumas atitudes e orientações que devem ser seguidas, veja:

Longa sessão de alongamentos antes e após exercícios.

– Se hidratar bem antes após atividades físicas.

– Evitar exercícios em temperaturas elevadas.

– Manter uma atividade física regular.

– Alongamento antes de dormir para pessoas com mais de 50 anos.

– ingerir alimentos ricos em cálcio e magnésio: leite desnatado, iogurte integral, grão de soja, arroz integral etc.

– Há alguns medicamentos: vitamina E, complexo b e verapamil, mas que só devem ser tomados sobe orientação médica.

Não se esqueça que sua saúde depende das suas atitudes, compartilhe essas informações e ajude pessoas à viverem melhor.

More

Doenças e o excesso de açúcares em crianças!

Doenças e o excesso de açúcares em crianças!

Quem de nós nunca chegou para um sobrinho pequeno, um filho de amigos infantes, ou até mesmo para um filho nosso, oferecendo doces, balas e várias guloseimas que são o fascínio de qualquer criança no mundo inteiro?

Afinal, que problemas podem recair sobre a saúde deste jovem com excesso de açucares? que quantidades podemos dar à uma criança deste nutriente? e o que fazer para não deixar meu filho ou sobrinho viciado nestes alimentos?

É inegável que queremos que as crianças fiquem quietas, sem fazer badernas ou chorando para ir fazer algo que nós adultos não estamos com a mínima vontade, e que, na maioria das vezes, acabamos cedendo alguns degustes, mesmo sabendo do risco que estamos impondo à saúde daquela criança.

“A organização Mundial da Saúde (OMS) adverte que o consumo diário de açúcares não deve ultrapassar 37 g, o que equivale em 7 colherinhas”. Falar desta forma não implica dizer que sua criança deva ingerir todo na forma industrializada que temos este produto, afinal quase todos os alimentos que ingerimos tem açucares.

Só para se ter uma ideia a ingestão de um copo pequeno de refrigerante equivale a 3 colheres de açúcar ou 36g de açúcar e 2 balas de caramelo contem 2 colheres ou 24 g deste nutriente.

É fato que a frutose, a galactose, glicose (açúcares também presentes nos alimentos naturais) são essenciais em nossa dieta, pois é nossa principal fonte de energia para realizar nossas atividades diárias. No entanto seu consumo excessivo tem sido provado gerar diversos problemas de saúde que não se percebe na infância, mas que se apresenta na vida adulta de uma criança que teve sua alimentação descontrolada frente à esse nutriente.

Veja alguns problemas de saúde frequentes decorrentes do consumo excessivo de açúcares na infância:

– Diabetes: o consumo excessivo de açúcar estimula o pâncreas a produzir cada vez mais insulina, gerando uma futura resistência à esse hormônio, fator gerador da Diabetes tipo 2.

– Colesterol elevado: o açúcar em excesso tende a se armazenar em forma de glicogênio ou metabolizado em gordura, tendo o colesterol como o mais produzida. O excesso deste colesterol possibilitará futuras doenças cardiovasculares.

– Obesidade Infantil: Os índices deste problema de saúde tem se agravado no mundo inteiro e sabemos que o excesso de gordura, decorrente de uma dieta muita rica em açúcares, tende a formar diversas doenças cardíacas e circulatórias.

– Depressão: a valorização do corpo na sociedade atual fragiliza a saúde mental de um jovem que mantem seu peso e sua estética sempre deturpados.

Neste sentido, dentre outros problemas que podem ser evitados estimulando uma dieta saudável, sem excessos de açúcares na infância, podemos citar algumas atitudes que vão fazer efeito na saúde deste futuro adulto.

– Manter amamentação exclusiva até o 6 meses da criança: são quantidades adequadas de nutrientes (açúcares, proteínas, vitaminas e lipídios), sais e água para um corpo em adaptação.

– Introduzir alimentos ricos em vitaminas e fibras após os 6 meses de vida.

– Evitar colocar açúcar nos alimentos como se estivesse preparando para um adulto, tendo em vista que as necessidades diárias do adulto é diferente e é nesta fase da vida que serão montados os padrões de sabores para a criança.

– Não oferecer refrigerantes, doces, balas ou qualquer alimento industrializado muito rico em glicose. Além do mais estes irão concorrer com os alimentos saudáveis durante as refeições.

A forma como você se alimenta determina, em muitos casos, o padrão de saúde e doença que o acompanhará pelo resto de sua vida. Por isso é preciso ser duro com nossas crianças agora para que a vida não seja cruel com elas no futuro.

More

Refrigerantes: veja se vale a pena tomar

Refrigerantes: veja se vale a pena tomar
Não temos dúvidas do ótimo sabor e do grande prazer que é tomar um bom refrigerante gelado, principalmente quando está bastante calor ou estamos nos alimentando. Mas nem só de gostosura são feitos estas bebidas, será que os problemas de saúde gerados por eles compensam seu sabor momentâneo?
O refrigerante é uma bebida fabricada industrialmente, não alcoólica (não pode apresentar o etanol em sua formulação) e não fermentada (não pode utilizar organismos vivos em seu preparo). Sua base de composição deve ser água e açúcar, sendo que nessa mistura homogênea demais componentes são adicionados, como aromas e gás carbônico.
São vários os compostos que em grandes quantidades podem levar à problemas de saúde, veja algumas situações com o uso abusivo destas bebidas:
– Ácido fosfórico: substância utilizada para deixar o refrigerante de Cola com acidez elevada. Como forma de amenizar esta acidez o organismo utiliza o cálcio disponível no corpo. O uso excessivo e prolongado tem demonstrado descalcificação e casos de Osteoporose.
– Gastrite: As próprias células do estômago produzem o ácido clorídrico para degradação dos alimentos. Com a ingestão dos refrigerantes, cujo PH (potencial de Hidrogênio), que diz se uma substância é ácida ou básica, gira em torno de 3, ou seja, muito ácido, a camada que protege as paredes do estômago sofrem maior agressão química e geram inflamações e úlceras com maior facilidade.
– Cárie. Os níveis elevados de açúcar e de ácido nos refrigerantes prejudica a saúde dos dentes e corrói o esmalte.
– Os níveis elevados de açucares nos refrigerantes produzem o que chamamos de resistência à Insulina. As células sobrecarregadas de açúcar começam a rejeitar o trabalho da Insulina, que é facilitar a entrada da glicose da corrente sanguínea para o interior das células, gerando o que chamamos de Diabetes tipo 2.
– Pressão alta. Refrigerantes de cola e guaraná possuem cafeína que quando consumidas em excesso e constantemente, provocam aumento da pressão. A pressão alta é um fator de risco para o infarto e desenvolvimento de outras doenças cardíacas.
 Câncer . Os aditivos químicos utilizados para dar cor aos refrigerantes são tóxicos para as células do organismo, causando agressões e propiciando o surgimento de alterações celulares. Um recente estudo escocês associou o consumo de refrigerantes ao surgimento de câncer intestinal e colorretal. No Brasil, refrigerantes de cola possuem 67 vezes mais corante caramelo IV (um composto causador de câncer) que os vendidos nos Estados Unidos. Um estudo sueco publicado na revista científica American Journal of Clinical Nutrition apontou que uma lata de refrigerante por dia (cerca de 325 mL), aumenta o risco de homens desenvolveram câncer de próstata em 40%.
– Se associar a obesidade, aumento de glicose e de gordura os problemas cardiovasculares com Infarto do Miocárdio, Acidente vascular Cerebral e aterosclerose (formação de placas de gordura dentro dos vasos) será bem maior. A ingesta de refrigerantes geralmente está associado à esses tipos de pessoas.
A escolha de manter um consumo excessivo destes produtos é única e exclusivamente sua. A pouca divulgação destes prejuízos à saúde nas grandes mídias nos faz pensar que os refrigerantes são inofensivos. Não se engane, eles podem degradar sua vida aos poucos e sem que você nem perceba.
“Os refrigerantes light e diet não estão fora da lista de malefícios. Eles possuem ácido fosfórico, corantes e outros componentes químicos que causam descalcificação, elevação da acidez do sangue e do estômago, aumento da pressão e etc. O melhor a se fazer é evitar o consumo de refrigerantes e substitui-los por água ou suco de frutas”, dizem os especialistas.
 
 
More