Gota: veja essa doença e como controlar!

Gota: veja essa doença e como controlar!

Com certeza você já deve ter visto alguma pessoa, de sua família ou não, reclamar de fortes dores nas articulações, as quais surgiram subidamente, sem relação com trauma. Em alguns casos até febre aparece e umas dores em queimação se apresentam e diminuem de intensidade após as primeiras 24hs.

Isso mesmo, pode ser que este quadro seja Gota, uma doença onde o ácido úrico (dejetos aminos que deve ser eliminada pelos rins na urina) se acumula no sangue. Este acúmulo gera a deposição de cristais de ácido úrico ao redor das articulações sinoviais (joelho, cotovelo…) gerando inflamação e dor intensa.

O ácido úrico pode se acumular em decorrência de 2 fatores: ou o corpo não consegue eliminar esta substancia através dos rins ou se tem grande produção em excesso desta substancia no organismo.

Também chamada de doença dos Reis, pois na antiguidade se teve muitos registros de pessoas das classes sociais mais privilegiadas, a Gota era muito relacionada com a fartura alimentar na época. Anos depois se percebeu que estes casos poderiam estar relacionado com índices elevados de chumbo na alimentação e que este chumbo interferia na eliminação do ácido úrico.

No entanto não se tem um fator que possa ser considerado como gerador deste problema exclusivamente. Sabe-se que o histórico familiar, a obesidade, o uso de medicamentos que danem os rins, hipertensão, diabetes e o uso excessivo de álcool sempre estão relacionados com os casos de Gota.

Como dito antes o ácido úrico é um tipo de dejeto corporal produzido pela degradação alimentar para eliminação do nitrogênio em excesso no nosso organismo. Neste sentido, qualquer alimento que contenha grande concentração de nitrogênio (carnes vermelhas, carne de peru, mariscos e alguns frutos do mar), principalmente os que são ricos em Purina, estão vetados para quem já tem predisposição.

Mesmo não sendo abundante nas substancias ricas em purinas mencionadas anteriormente, o álcool é grande responsável pelos quadros agudos de Gota. Isto pelo que dificulta a eliminação dos dejetos nitrogenados, gerando o mesmo acumulo e sintomas. Desta forma, o ato de ingerir bebida alcoólica produz os mesmos inflamatórios articulares citados.

O simples fato de ter os sintomas ditos anteriormente não lhe confirma o diagnóstico de Gota. Se faz necessário exames que confirmem a concentração de ácido úrico no sangue e deposição no líquido sinovial (liquido articular). Um raio x das articulações também podem ajudar no diagnóstico.

Alguns medicamentos ante inflamatórios como: prednisona, diclofenaco sódico, cataflan, cetoprofeno, Betametasona, podem ser empregados para alivio das dores gotosas, mas que não faz um tratamento efetivo para controle das crises sem a mudança na conduta alimentar, tendo em vista que este é um problema metabólico e portanto requer cuidados com a alimentação.