Terçol: o que fazer?

Terçol: o que fazer?

Quem nunca apresentou uma coceira irritante na região ocular, gerando vermelhidão, dor e um pequeno inchaço na pálpebra, que tenha tido algumas atitudes até bizarras, como urinar no dedo e passar sobre o inchaço? pois é gente, este quadro, na maioria das vezes tratados em casa são muito frequentes e recebe o nome de Terçol. Mesmo sendo simples, você sabe como lidar com essa situação? é correto passar urina sobre ele? Entenda o que é esse quadro e saiba como agir para evitar e tratar!

Os nossos olhos precisam de constante lubrificação e, ao mesmo tempo, de grande proteção por ser uma área muito sensível. Faz parte dessa defesa um conjunto de glândulas que produzem líquidos especiais, digamos assim, pois neles estão presentes também enzimas protetoras contra agressores do meio externo e que são fundamentais para a defesa ocular.

Dentre essas glândulas, existe uma chamada Glândula de Zeiss, sobrenome do estudioso que a descobriu, que está situada nas pálpebras, na base dos folículos pilosos das pestanas e cuja função é produzir uma substancia azeitosa para participar da tão importante lubrificação do globo ocular.

A não higienização adequada e diária das pestanas poderá gerar um abcesso infeccioso, geralmente por estafilococos, bactérias que habitam nossa pele, tão conhecido em nosso meio como Terçol. O uso demasiado de maquiagens nas pestanas contribui para obstruir e evitar a drenagem desta glândula sebácea, facilitando a infecção.

Nestes casos, como não ocorre comumente quadros febris, as pessoas costumam nem se quer procurar o serviço de saúde e acaba tomando atitudes do conhecimento do senso comum, como urinar e pôr a urina quente sobre o Terçol, esquentar o dedo fazendo esfregaço na pele e pondo sobre, ou tentar espremer o abcesso.

É bem verdade que o aquecimento sobre o terçol é a melhor terapia, no entanto, a urina mesmo sendo estéril (sem seres vivos nela) quando sai da uretra não é garantida sua esterilização, principalmente pelo fato de está sendo conduzida pelos dedos, geralmente muito contaminados. Isso também já deixa claro o risco de se aquecer o dedo sobre uma região da pele e colocar sobre o Terçol. isso estará elevando a quantidade de bactérias no local. Espremer nem pensar, pois deixa uma área mais expostas às bactérias.

Nestes casos o uso de uma compressa limpa com água morna de camomila poderá melhorar a inflamação, a dor e a drenagem do terçol. O ato de não coçar também ajuda muito na melhora do caso. O uso de antibióticos não se faz necessário até pelo menos 8 dias, tempo em que haverá uma regressão do quadro. Veja como preparar e usar a compressa:

– 1 sachê de camomila

– 200 ml de água fervendo

– 1 compressa limpa

Após 10 minutos do sachê em repouso na água, molhar a compressa em uma temperatura suportável e aplicar por 5 minutos sobre o Terçol, até 3 vezes por dia.

Caso haja uma evolução para calázio, infecção de outra glândula associada (glândula de Meibomio), onde o abcesso não regride, o oftalmologista deve ser consultado e poderá ser necessário uma pequena cirurgia.

                                     calázio